fbpx

Reabilitação cognitiva após traumatismo crânio-encefálico

As consequências resultantes de um Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE) variam consoante o grau de gravidade de cada caso e podem ser físicas, cognitivas, vocacionais, emocionais, sociais e familiares. Em termos cognitivos, a avaliação neuropsicológica deve incidir principalmente nas seguintes funções:

  • Atenção

  • Memória

  • Funções executivas

  • Linguagem

  • Percepção visual

A reabilitação cognitiva tem como principal objectivo promover a plasticidade cerebral através do treino cognitivo das capacidades comprometidas após o TCE. Aliado ao treino cognitivo computorizado, as técnicas de estimulação cerebral não invasiva tem vindo a mostrar-se uma importante ferramenta na reabilitação.

Hoje, queremos partilhar as melhorias cognitivas alcançadas por um paciente que sofreu um TCE grave, como consequência de uma queda. Este paciente integrou o Programa Neurotriad, que inclui a reabilitação física e o treino cognitivo combinado com Estimulação Elétrica Transcraniana.

Após dois ciclos de intervenção, as melhorias são notórias na maioria das capacidades cognitivas, demonstrando a eficácia da combinação do treino cognitivo computorizado com a estimulação elétrica transcraniana de corrente alternada.

Sobre o Autor

A NeuroVida é uma instituição médica de neurologia e neurociências, pioneira em Portugal, que presta atenção integrada e interdisciplinar de cuidados a doentes do foro neurológico e neuropsiquiátrico. 

A clínica conta com uma equipa de especialistas em diversas áreas interdisciplinares liderada pelo Dr. Lázaro Álvarez, neurologista e neurocientista com mais de 30 anos de experiência.

Se quiser saber mais sobre a clínica ou a sua equipa médica, recomendamos-lhe que visite o nosso site oficial.

Ver mais: estimulação eléctrica transcraniana, Reabilitação