Potencie ou recupere as suas funções cognitivas com o Programa Psicotrend

Nas últimas 2 décadas, a nossa compreensão das funções e dos domínios cognitivos foi impulsionada por pesquisas que usam técnicas de estimulação cerebral não invasiva (ECNI). Estes métodos possibilitam a modulação de processos neuronais no cérebro saudável, permitindo que os investigadores estudem como a alteração experimental da actividade neuronal afecta as funções e o comportamento. Esta propriedade única dos métodos da ECNI deu origem a descobertas inovadoras sobre a base cerebral de diversos aspectos do comportamento e despertou o interesse para a possível aplicação clínica e prática destes métodos.

Actualmente, a Estimulação Magnética Transcraniana (TMS) e a Estimulação Eléctrica Transcraniana (tDCS) com corrente contínua ou alternada são as técnicas de ECNI mais utilizadas. A sua popularidade prende-se com a possibilidade de modificar, de forma segura e indolor, a conexão entre os neurónios, modulando as funções perceptivas, motoras e cognitivas, e induzindo alterações comportamentais.

A aplicação destas técnicas na melhoria das funções da atenção e da memória em idosos saudáveis está a ser fundamentada com resultados favoráveis em diversas investigações. Também tem sido demonstrado que quando combinadas com treino cognitivo, os resultados são ainda mais promissores. Também a aplicação clínica destas técnicas em adultos que sofrem perturbações da memória associadas a doenças neurodegenerativas, como a Doença de Alzheimer (DA), tem estado a ser testada e, em pacientes com défice cognitivo ligeiro ou em estádios iniciais de DA, os resultados são promissores.

A Estimulação Eléctrica Transcraniana com corrente contínua pode melhorar o desempenho cognitivo em pessoas com demência porque produz aumento da excitabilidade nas regiões menos ativas associadas à doença, além de modular a actividade das redes cerebrais. Por sua vez, a Estimulação Eléctrica Transcraniana com corrente alternada permite sincronizar a atividade das áreas estimuladas a uma dada frequência, aumentando a conectividade funcional, o que induz um aumento no desempenho cognitivo.

Desta forma, o objectivo da ECNI no tratamento do declínio cognitivo associado ao envelhecimento e demência, é modular a actividade neuronal, alterando a actividade nas áreas do cérebro que estão envolvidas no processamento cognitivo, melhorando significativamente a capacidade de aprendizagem e a memória.

Na clínica NeuroVida oferecemos o programa Psicotrend, para o tratamento do declínio cognitivo, com recurso às técnicas acima descritas combinadas com treino cognitivo computorizado (com recurso ao software RehaCom que promove o treino de diferentes funções através da realização de tarefas de complexidade progressiva – leia mais, aqui), como forma de responder a algumas dificuldades/situações que as pessoas experienciam, tais como:

  • Focar a atenção, lembrar-se e recuperar informação
  • Processar informação e responder rapidamente
  • Pensar de forma crítica
  • Planear, organizar e resolver problemas

O nosso programa Psicotrend pode ajudar em casos de:

  • Alterações qualitativas no desempenho intelectual
  • Queixas subjectivas de memória
  • Declínio Cognitivo associado à Depressão
  • Disfunção executiva relacionada com excesso de stress (Burnout)
  • Doença de Parkinson com disfunção executiva
  • Declínio Cognitivo/Défice cognitivo Ligeiro associado à idade
  • Demências em estádio inicial/Doença de Alzheimer não avançada
  • Défice cognitivo vascular ou metabólico
  • Deterioração cognitiva na Esclerose Múltipla
  • Disfunção frontal no traumatismo crânio-encefálico
  • Disfunção cognitiva associada a sintomas negativos de doenças neuropsiquiátricas
  • Alterações cognitivas relacionadas com a Menopausa ou Andropausa

Para mais informações, consulte o nosso website e contacte-nos, queremos ajudá-lo(a).